IV CONGRESSO CBNA DE TECNOLOGIA DA PRODUÇÃO DE ALIMENTOS PARA ANIMAIS ACONTECE NO PRÓXIMO MÊS DE SETEMBRO, EM MARINGÁ-PR

O evento chega em sua quarta edição e trará uma extensa programação para debater a importância dos processos da produção da nutrição animal no tripé social, econômico e sustentável

CAMPINAS, 19 de junho de 2017 - O IV Congresso CBNA sobre Tecnologia da Produção de Alimentos para Animais 2017 já tem data marcada, o evento ocorrerá em 20 e 21 de setembro na cidade de Maringá (PR) e contará com uma programação de alto nível que mira todos os profissionais envolvidos a este setor produtivo, em especial gerentes e lideranças das plantas industriais.

 

Segurança alimentar, otimização dos processos e novas tecnologias ligadas à nutrição animal serão alguns dos tópicos de debate deste encontro conforme explica o presidente do Colégio Brasileiro de Nutrição Animal (CBNA, Campinas/SP), Godofredo Miltenburg. “O evento começará com o vice-presidente executivo do Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação, Ariovaldo Zani, que abordará ‘O futuro do negócio da produção de ração’ mostrando uma perspectiva do mercado mundial, especialmente nacional e América Latina”, discorre.

 

Dividido em quatro painéis, o primeiro visa o debate sobre a “Adição de Microingredientes” conforme explica o presidente do CBNA: “Com o aumento das variações e qualidade dos microingredientes, seja líquido ou em pó, os parques industriais passam a ter necessidade da utilização de equipamentos especiais de alta precisão para obtenção exata da dosagem perfeita a fim de manter a qualidade e a segurança dos alimentos”. Ainda este painel contará com o tema “Produção de Premix: Pontos Críticos e Rastreabilidade” abordando a importância da rastreabilidade por conta dos aditivos adicionados às rações destinadas para a produção de carne, ovos e leite.

 

Adiante, o segundo painel trará como foco a “Gestão da Fábrica de Ração”, seguido pelo subtema “O que não se pode deixar de fazer?” tema que, de acordo com Godofredo, consiste na reciclagem das informações dos gerente das unidades fabris com intuito de revisar de forma completa todas as Boas Práticas de Fabricação (BPF). “É preciso procurar pelos pontos críticos para que o gerentes e funcionários não fiquem às cegas e não deixem de fazer as obrigações relacionadas ao BPF, tanto para os quesitos de dentro como os de fora da fábrica”, alinha Godofredo. Outro subtema deste painel será a “Gestão de RH”, na qual levará os presentes a questionamentos sobre a importância da gestão dos funcionários, uma vez que, motivados e interessados, passem a olhar para os mínimos detalhes de todo o processo. Já o último subtema do 2º painel será o “Projeto - Financiamento - Payback” que mostrará como adquirir financiamentos para um novo projeto dentro da fábrica de ração e como quitá-los posteriormente.

 

No terceiro painel será abordado a “Operação da Fábrica de Ração”. O primeiro subtema falará sobre “Processamento HT/ST, uma alternativa à peletização”, apresentando um novo equipamento que tem sido muito usado na Europa que oferece um tipo de processamento alternativo à peletização, mais intensivo e eficaz. O segundo subtema tratará sobre a “Moagem e Granulometria” e o presidente do CBNA exemplifica: “Nas rações destinadas para as aves queremos uma parte da granulometria mais grosseira e não fina demais para que haja melhor conversão alimentar. Isso é muito importante tanto para a qualidade quanto para o lado econômico, pois é possível otimizar o processo de moagem e granulometria objetivando o menor consumo de energia”. O terceiro subtema do painel apresentará a “Contaminação Cruzada na Linha de Produção”. A última palestra carregará o “NIR In Line e Formulação em Tempo Real” levando para Maringá a nova tecnologia para apoio no controle da qualidade dentro da linha de produção.

 

O quarto e último painel do Congresso CBNA de Tecnologia da Produção de Alimentos para Animais explanará sobre as “Tendências da Produção de Ração”. O primeiro subtema é “Atualização e Normatização: Tendências”, destacando a atualização de todas normatizações que ocorreram conforme o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA, Brasília/DF). O segundo subtema será “Biosseguridade - Pré e Pós-processamento” para alertar os gerentes sobre detalhes que talvez estejam acontecendo e não estão sendo visto, evitando riscos de contaminações. E a última será sobre “Separação de Cereais Contaminados com Micotoxinas”, na qual será apresentada uma nova tecnologia que auxiliará a melhoria da qualidade da nutrição animal. Sobre esta última, Godofredo destaca que a tecnologia ajudará inúmeras fábricas. “Com este novo equipamento os grãos contaminados com micotoxinas são separados eletronicamente, sendo uma possibilidade para todos lidarem com um problema grave de uma forma inovadora”.

 

A exemplo do sucesso verificado nas edições passadas, o presidente do CBNA acredita que neste ano não será diferente. “Esperamos em setembro um número significativo de público, em um Estado que conta com muitas cooperativas e integradoras”, assinala.

 

Apoiam este evento as empresas: Alltech, Bratech, BTech | Pancosma, Sindirações, Van Aasen e Wenger.

 

O evento ocorrerá em setembro deste ano na cidade de Maringá (PR), local à definir.

 

ATENDIMENTO À IMPRENSA:

 

ARTHUR RODRIGO RIBEIRO

(15) 9 9127 8989

 

CAROL ANTUNES

(15) 9 9126 2569